Atenção no mercado: Produtos que anunciam ser "fit" podem contribuir para o ganho de peso

Logomarca da Universila BLOG

Vamos conversar sobre esses alimentos "saudáveis"?

Você vai ao supermercado, encheu seus carrinhos com os alimentos escritos "integral", "fit", "saudável" na embalagem, comeu até ficar cansado e - com uma consciência ultraleve - percebeu que não estava ajudando na dieta.

E agora? Será que são os músculos que aumentaram?

Talvez não!

É difícil para nós dizer a você, prepare-se ...

Quando você passa nas prateleiras do biscoito recheado e pensa que não é mais para o "seu bico", é preciso levar em consideração o seguinte fato: UM biscoito recheado não aumenta o peso, mas muitos biscoitos "fit" podem - sim - engordar!

Vishhh ...

O que aconteceu é que - por não haver legislação reguladora, a indústria de alimentos imprime esse tipo de alimento no rótulo como "fit", ou seja, eles mais saudáveis... mas não são nada saudáveis.

Já que estamos tomando o exemplo de biscoitos recheados, vamos compará-los com biscoitos de aveia e mel aqui.

Você sabia que embora ter mais fibras e menos gordura do que os recheados, possuem a mesma quantidade de calorias, carboidratos e proteínas?

Sim, se você planeja reduzir a gordura corporal, nenhuma dessas são ideais.

Portanto, você deve primeiro prestar atenção ao seu estado emocional (que pode acentuar os excessos) e, em seguida, prestar atenção às informações nutricionais impressas na embalagem.

Lembre-se sempre de que a informação nutricional deficiente ou a falta de informação podem agravar os transtornos alimentares, como comer em excesso, o que pode levar à obesidade.

Resumindo...

Faça uma escolha sábia! Leia o rótulo com atenção (de preferência, os alimentos "saudáveis" têm poucas calorias, de modo que haverá perda de gordura e muita proteína para ajudar a aumentar a massa muscular).

E, claro, faça exercícios físicos regularmente!

[Fonte: UOL // Viva Bem]